quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Arroz de peixe malandrinho


Os dias continuam frios, a chuva parece que custa a chegar de uma vez, o Natal está cada vez mais perto e a preguiça está cada vez maior por estes lados. Isto tudo para dizer que o prato que vos trago hoje é daqueles bem preguiçosos, em que se suja pouca loiça mas onde o sabor marca presença. Espero que gostem tanto como eu ... 




Ingredientes (para 2 pessoas):
- arroz (gosto de usar o agulha)
- 10 ameijoas
- 1 posta de pescada grande
- 3 delícias do mar
- 1/2 cebola pequena picada
- 2 dentes de alho picados
- 3 colheres (sopa) de polpa de tomate
- 1/3 de pimento verde em cubos
- 1 folha de louro
- 1 fio de azeite
- 1 caldo de marisco
- sal e picante qb
- salsa fresca picada

Comece por limpar o peixe e leve a cozer em água temperada com o caldo de marisco. Depois de cozido, limpe-o de peles e espinhas e lasque-o. Coe o caldo e reserve, mantendo-o quente.
Leve ao lume um tacho com a cebola, o alho, o louro e um fio de azeite. Deixe refogar até a cebola amolecer. Nessa altura, acrescente o pimento, a polpa de tomate e as ameijoas. Refogue um pouco mais e acrescente o arroz. Envolva bem e acrescente o caldo quente (cerca de 3 a 4 medidas do arroz). Quando o arroz estiver quase cozido, rectifique os temperos e acrescente o peixe e as delícias do mar. Deixe acabar de cozinhar e sirva logo de seguida, polvilhando com salsa fresca picada.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Batatas recheadas com chouriço e legumes


Hoje vou começar a semana com uma receita que confesso, me surpreendeu bastante ... as batatas recheadas. Não sei quem as inventou mas que é algo bom e bem prático, lá isso é. E além de fazerem um belo acompanhamento também podem servir como prato principal (o meu caso desta vez).
De certeza que muitos de vós já se depararam com umas quantas batatas cozidas no frigorífico que sobraram de outra refeição, ficam sem saber o que lhes fazer e no final acabam por ir parar à sopa ( a mim acontecia-me muitas vezes). Mas agora tenho testado tantas formas de as gastar que acabo mesmo por cozer a mais só com o pretexto de adiantar já outra refeição. Mas falando especificamente destas batatas que vos trago hoje, foram uma deliciosa experiência que seria inicialmente vegetariana mas que depois não consegui resistir a uns enchidos que estavam a olhar para mim e acabaram também eles no prato. Se ainda não experimentaram comer a batata assim, não deixem de provar.



Ingredientes:
- batatas cozidas com a pele (convém que sejam grandes)
- chouriço em cubos (usei chouriço mouro e linguiça picante)
- alho francês em rodelas
- cenoura ralada
- cebola picada
- alho picado
- salsa fresca picada
- sal e pimenta
- maionese
- queijo ralado (usei queijo da ilha)
- leite
- 1 fio de azeite

Comece por cortar uma tampa na superfície das batatas e com cuidado retire a polpa da batata com uma colher, deixando uma margem para que ela suporte o recheio. Esmague a batata que retirou com um garfo e reserve.
Leve ao lume um tacho com um fio de azeite e refogue a cebola e o alho. Quando a cebola amolecer, acrescente a cenoura, o alho-francês e o chouriço. Deixe refogar até o chouriço começar a derreter a sua gordura e nessa altura acrescente a batata esmagada que reservou, a salsa picada, um pouco de leite (apenas para ligar melhor a mistura) e tempere com sal e pimenta. Envolva bem e retire do lume. Recheie as batatas com esta mistura, barre depois toda a superfície com maionese e polvilhe com queijo ralado. Coloque mais umas rodelas de chouriço por cima e leve a gratinar no forno até alourar. Sirva de seguida acompanhando com salada. Eu acompanhei com salada de beterraba (a receita encontra-se aqui).

sábado, 18 de novembro de 2017

Paté de sardinha rápido


Eu sou uma pessoa bem simples, nada complicada e que não necessita de grandes coisas para se sentir bem. E esta maneira de ser acaba sempre por passar também para a minha cozinha onde as receitas simples e rápidas são as mais comuns. Isto para dizer que quando vejo algo dentro desta categoria, marco logo para fazer. E como estamos a passos largos para o Natal e a lista de receitas a fazer começa já a ganhar forma, aproveitei o desafio do "cantinho das cozinheiras" (que nos desafiou a testar receitas para o Natal de alguns blogues específicos), para experimentar e testar já algumas sugestões para as entradas da nossa ceia, desta vez direitinha do blogue 5 meninas, 5 sabores. Espero que gostem desta minha sugestão muito rápida mas deliciosa na mesma.





Ingredientes:
- 2 latas de sardinha em tomate 
- 3 a 4 colheres (sopa) de maionese (coloquei 3 mal cheias) 
- salsa fresca picada qb (usei cerca de 2 colheres de sopa)
- sal e picante (opção minha)

Retire a espinha central das sardinhas. Junte numa taça as sardinhas, o molho de tomate da lata, a maionese e a salsa. Envolva muito bem até que as sardinhas se desfaçam e leve ao frio até à hora de servir. Sirva com tostas.



terça-feira, 14 de novembro de 2017

Sopa de peixe e camarão


As noites estão bem frias ou é impressão minha? Não sei se é impressão mas que tenho tido muito frio, lá isso tenho e já não dispenso a minha manta no sofá. Para aquecer, vou tomando muito chá quente e uma sopinha ao jantar, para reconfortar o estômago e aquecer o corpo. A receita que vos deixo aqui hoje é uma das minhas sopas preferidas, mas como sopas é algo que faço muito a olho, tentei dar as quantidades para que possam também vocês experimentar esta delícia. Espero que gostem.

Ingredientes:
- 2 batatas médias
- 1/2 cebola
- 1 dente de alho
- 1/2 pimento
- 1 caldo de marisco (opcional mas confere um gosto mais concentrado à sopa)
- 1 folha de louro
- 1 fio de azeite
- 3 colheres (sopa) de polpa de tomate
- camarões qb (usei 8 camarões)
- pescada ou outro peixe branco qb (usei 2 postas de pescada)
- 4 delícias do mar
- sal e picante
- água qb
- salsa fresca picada qb
- pão torrado para acompanhar

Comece por levar a cozer o peixe e o camarão num tacho com água, sal, louro e um pouco de picante. Quando estiver tudo cozido, limpe o peixe de espinhas e retire as cascas do camarão. À água da cozedura junte novamente as cascas de camarão e triture muito bem. Coe e reserve o caldo.
Leve ao lume um tacho com a cebola picada, o alho picado e um fio de azeite. Refogue até a cebola amolecer e junte então o pimento em cubos, a polpa de tomate e as batatas em cubos pequenos. Deixe refogar um pouco e acrescente o cubo de caldo de marisco e a água reservada. Tempere de sal e picante e deixe cozinhar as batatas. Quando as batatas estiverem prontas, triture a sopa e junte por fim o peixe desfiado, o camarão cortado em pedaços e as delícias do mar em rodelas. Polvilhe com salsa picada e sirva acompanhada com pão torrado na hora (a minha preferência) ou umas tostinhas quando se tem pressa.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Bolo de chocolate ... sem ovos


Sexta-feira chegou e posso dizer que foi uma semana muito rápida. Não sei o que se passou com o tempo mas não me rendeu nem um pouco o que me dá vontade de poder rebobinar e começar de novo (era tão bom que a vida fosse como um filme em que clicamos na pausa, retroceder, avançar, repetir, ...). Mas se chegou a sexta tão rápido também chegou o dia de pensar em mais um bolo para o fim-de-semana e com o frio que se tem sentido nas últimas noites, só apetece ligar o forno e aproveitar para fazer algo bem guloso. O bolo que vos deixo aqui hoje foi o resultado da necessidade de gastar um achocolatado perdido na despensa que ninguém lhe tocava e como deitar fora comida é algo que nunca faço, dei-lhe assim um excelente uso. 
Este bolo, apesar de não levar ovos, fica com uma consistência muito fofa e ligeiramente húmido, aprovado por todos e já repetido algumas vezes. Espero que gostem tanto como nós cá em casa.




Ingredientes:
- 360g de farinha com fermento
- 1dl de leite
- 2 colheres (sopa) óleo
- 180g de achocolatado
- 130g de açúcar
- 2 colheres (sopa) de vinagre de sidra
- 4dl de chá quente (usei um de frutos vermelhos)
- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
- 1 colher (chá) de aroma de baunilha

Misture o leite com o vinagre e deixe repousar cerca de 5 minutos. 
Peneire todos os ingredientes secos e misture-os muito bem. Junte a mistura de leite, o óleo, a baunilha e por fim a água bem quente. Bata com a batedeira até que todos os ingredientes se misturem bem. Verta para uma forma untada com manteiga e polvilhada de farinha (a forma pode ser com ou sem buraco, funciona bem em ambas). Leve a cozer em forno pré-aquecido a 180º, durante cerca de 1 hora (faça o teste do palito para confirmar a cozedura).
Desenforme e depois de frio decore com açúcar em pó ou se for muito guloso, com uma calda de chocolate. 

esta fatia fica para vocês :)

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Ovos rotos de legumes


Sabem aqueles pratos que parece que nos perseguem como uma sombra? Que volta e meia esbarramos neles, como se fosse um lembrete de algo a fazer? Isso aconteceu comigo recentemente com os "ovos rotos". Além do nome engraçado, foi a simplicidade do prato que me fez querer experimentar e durante umas semanas dei de caras com eles sempre que visitava algum blogue amigo ... parecia quase uma conspiração (estou a brincar, lol). Mas a verdade é que depois de tanto ver este prato, lá resolvi também fazer a minha versão e como me estava a apetecer algo vegetariano, substituí o típico chouriço/presunto por pimento e cogumelos para uma versão mais saudável. 


Ingredientes (as quantidades são um pouco a olho):
- 4 batatas médias
- 1 cebola em meias luas finas
- 2 dentes de alho picados
- 1/3 pimento verde em tiras
- 1/3 pimento vermelho em tiras
- 6 cogumelos brancos frescos em lâminas  
- 4 ovos
- salsa fresca picada
- sal e pimenta qb
- azeite

Comece por descascar as batatas e cortar em palitos ou cubos. Tempere com sal e frite-as (eu fritei na fritadeira airfryer para ser bem mais saudável).
Numa frigideira grande refogue a cebola e o alho num fio de azeite. Quando a cebola ficar transparente, junte os cogumelos e os pimentos. Tempe com sal e pimenta e deixe refogar bem. Acrescente as batatas, envolva e por cima coloque os ovos. Tempere os ovos com um pouco de sal e pimenta acabada de moer e deixe cozinhar até a clara estar cozida (cuidado para não cozinhar demasiado a gema, convém que fique líquida). Retire do lume, polvilhe com salsa fresca picada e sirva de seguida.

  

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Macarrão à camponesa no wok


Sabem aqueles dias em que só nos apetece comer coisinhas que reconfortem o estômago? Comigo isso acontece sempre que está frio lá fora, ou melhor, sempre que o meu corpo sente frio. Como hoje foi um desses dias, lá estive eu a pensar o que fazer para o almoço. E depois de uma breve viagem pelo frigorífico e pela despensa lá saiu esta massa, feita muito a olho e em cerca de 15 minutos, que me fez aquecer o corpo e a alma. Não acreditam, experimentem e digam lá se não ficam quentinhos também.


Ingredientes:
- macarrão próprio para o wok (experimentei um da Milaneza)
- água quente
- feijão manteiga cozido
- pimento verde em tiras
- cebola em meias luas finas
- alho picado   
- folha de louro
- chouriço em rodelas finas
- um pouco de vinho branco
- polpa de tomate
- carne de porco em tiras
- sal e pimenta qb
- um fio de azeite

Leve ao lume um wok com a cebola, o alho, o louro e refogue num fio de azeite. Quando a cebola estiver macia, acrescente a carne, o chouriço e o pimento. Deixe refogar mais um pouco e acrescente o vinho, a polpa de tomate, sal e pimenta. Junte a massa e envolva bem. Junte depois a água quente e deixe cozinhar até estar no ponto, mexendo de vez em quando para garantir uma cozedura uniforme  (eu acrescento mais ao menos a mesma quantidade de massa e água). Rectifique os temperos e sirva assim que estiver a massa cozida a gosto.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...